Olimpíada Brasileira de Química Júnior - Regulamento

Regulamento

REGULAMENTO

 

SEÇÃO I: DA DEFINIÇÃO E OBJETIVOS

 

Art. 1º. A Olimpíada Brasileira de Química Júnior (OBQJr) é uma atividade promovida pela Associação Brasileira de Química (ABQ) e coordenada anualmente pela pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e Universidade Federal do Piauí (UFPI), direcionada para estudantes devidamente matriculados no 8º ou 9º ano do ensino fundamental de escolas públicas e privadas, situadas em todo território nacional.

 

Art. 2°. A OBQJr é organizada pelo Programa Nacional Olimpíadas de Química, que tem como órgão deliberativo o Conselho de Coordenadores das Olimpíadas de Química.

Parágrafo único: O Conselho se reúne anualmente, e nesta reunião delibera sobre o calendário, o programa e constitui uma comissão pedagógica, responsável pela elaboração das provas.

 

Art. 3º. A OBQJr tem por objetivos estimular o interesse pelas Ciências da Natureza, de modo especial a Química, contribuir na melhoria do ensino e identificar jovens talentos com aptidão para as Ciências da Natureza.

 

SEÇÃO II: DOS PARTICIPANTES E DAS ATRIBUIÇÕES

 

Art. 4°. Podem participar da OBQJr todos os estudantes regularmente matriculados no 8º ou 9º ano do Ensino Fundamental das escolas públicas e privadas, em todo o território nacional.

Parágrafo único: Não há limite de idade nem de quantidade de participantes por escola.

 

Art 5º. Para que o estudante esteja apto a participar da Olimpíada é necessário que sua escola tenha um representante cadastrado no Programa Nacional Olimpíadas de Química.

 

Art 6°. O cadastro de Representante de Instituição de Ensino (Professor ou Coordenador) encontra-se disponível no sítio eletrônico (www.obquimica.org/como-participar).

§ 1°. As orientações para efetivar o cadastro estão disponibilizadas no sítio supracitado.

§ 2°. O cadastro será disponibilizado apenas durante o período de inscrição definido pelo calendário anual.

 

§ 3°. O cadastro do representante será efetivado somente após recebimento da confirmação via correio eletrônico.

 

Art 7º. O representante cadastrado, tem as seguintes atribuições:

  1. Manter sua ficha de cadastro atualizada;
  2. Divulgar o Programa Nacional Olimpíadas de Química em sua escola;
  3. Realizar a inscrição de seus alunos;
  4. Comunicar aos alunos a data, o horário e o local de realização das provas;
  5. Receber, imprimir, copiar, aplicar e corrigir a prova da Fase I;
  6. Enviar o resultado para a Coordenação Nacional após correção das provas da Fase I, observando o prazo estipulado pela Comissão Organizadora;
  7. Informar a Coordenação Nacional a necessidade de atendimento diferenciado caso existam estudantes Portadores de Necessidades Especiais – PNE ou estudantes guardadores de sábado, por convicção religiosa;
  8. Garantir o sigilo absoluto do conteúdo das provas;
  9. Guardar durante 6 (seis) meses, as provas (Fase I) aplicadas e, caso solicitado, encaminhá-las para a Coordenação Nacional;
  10. Acompanhar o desempenho de seus alunos e informá-los dos resultados alcançados e as novas etapas a serem cumpridas, se for o caso.

Parágrafo único: O representante da escola poderá delegar a outro membro da escola as suas atribuições, desde que informe antecipadamente a Coordenação Nacional via e-mail (obqjunior@gmail.com).

 

Art. 8º. O Coordenador Nacional terá as seguintes atribuições:

  1. Divulgar até o dia 31/03 de cada ano, o calendário da OBQJr;
  2. Manter o cadastro das escolas e de seus respectivos representantes alocados no sítio eletrônico do Programa Nacional Olimpíadas de Química;
  3. Em conjunto com os Coordenadores Estaduais, anualmente, instituir a Comissão Pedagógica;
  4. Providenciar o envio das provas e do gabarito oficial, para os representantes das escolas;
  5. Informar aos Coordenadores Estaduais sobre a participação das escolas de seu estado na OBQJr;
  6. Providenciar as premiações dos estudantes.

 

SEÇÃO III: DA INSCRIÇÃO E ETAPAS DE REALIZAÇÃO DAS PROVAS

 

Art. 9°. A inscrição do aluno será feita eletronicamente no Sistema OBQSYS unicamente pelo representante da escola cadastrado.

Parágrafo único: Não há cobrança de taxa de inscrição para a escola, nem para o aluno.

 

Art 10. A OBQJr será realizada, anualmente, em 2 (duas) fases:

      I.         Fase I, ocorrena escola sem limite de inscrições por Instituição;

    II.         Fase II, só participam os alunos melhores classificados no conjunto total (nacional) de notas, até o limite de 15% (quinze por cento) do total de participantes na Fase I.

§ 1°. A listagem dos alunos participantes da Fase II será divulgada no sítio eletrônico, até 20 dias antes da realização da prova desta Fase.

§ 2°. A Fase II ocorrerá em local, data e horário determinados pela Coordenação Nacional.

 

SEÇÃO IV: DAS PROVAS

 

Art. 11. As provas da OBQJr serão de igual teor, tanto para o 8º quanto para o 9º ano do ensino fundamental. O conteúdo programático encontra-se no sítio eletrônico www.obquimica.org.

Parágrafo único: É de responsabilidade da Coordenação Nacional a elaboração e o envio das provas da Fase I e Fase II.

 

Art. 12. A prova da Fase I constará de 20 (vinte) questões objetivas, de caráter eliminatório.

§ 1°. No período indicado no calendário, o representante da escola deverá providenciar a impressão e a cópia das provas da Fase I, em número suficiente.

§ 2°. A prova da Fase I deverá ser aplicada em datas e horários definidos pela Coordenação Nacional.

§ 3°. Os custos relativos à reprodução e aplicação da prova da Fase I são de responsabilidade da escola.

 

Art. 13. A prova da Fase II, de caráter classificatório, constará de 10 questões objetivas (pontuação máxima 40 pontos) e 3 (três) questões analítico-expositivas (pontuação máxima 60 pontos).

Parágrafo único: As provas da Fase II serão aplicadas em data, local e horário divulgados pela Coordenação Nacional.

 

Art. 14. Para efeito de classificação final, o cálculo da nota será feito considerando apenas a nota da Fase II (a Fase I é somente eliminatória).

 

Art. 15. Não é permitido, nas Fases I e II, uso de calculadoras ou consulta a qualquer tipo de material.

 

Art. 16. As provas da Fase I serão corrigidas na escola, por seu representante, tendo como parâmetro o gabarito oficial. As provas da Fase II serão corrigidas pela Coordenação Nacional.

 

Art. 17. Depois de aplicado e corrigido a prova da Fase I, o representante da escola deverá lançar as notas no sistema OBQSYS, dentro do prazo determinado.

 

Art. 18. As provas da Fase I devem permanecer sob a guarda do representante da escola durante 6 (seis) meses.

 

Art. 19. Contestações referentes aos gabaritos das Fases I e II deverão ser enviadas em até 48h, após sua divulgação pela Coordenação Nacional, em formulário próprio, devidamente justificado. O formulário está disponível no sítio eletrônico (www.obquimica.org). Deverá ser anexado ao formulário, o comprovante de depósito de R$ 50,00 (por questão) em favor da APAE de seu Estado.

 

Art. 20. Não serão aceitos pedidos de revisão de nota das provas da Fase II.

 

Art. 21. Questões eventualmente anuladas seguirão o seguinte critério:

      I.  questões objetivas e analítico-expositivas integralmente anuladas terão sua pontuação redistribuída proporcionalmente entre as questões válidas do mesmo tipo (objetivas ou analítico-expositivas);

    II.  questões analítico-expositivas parcialmente (um ou mais itens) anuladas terão sua pontuação proporcionalmente redistribuída dentro da mesma questão.

 

SEÇÃO V: DA PREMIAÇÃO

Art. 22. Os estudantes com pontuação final normalizada, igual ou superior a 50 pontos, serão premiados, conforme indicado abaixo:

  • Notas de 95 a 100 = medalhas de ouro;
  • Notas de 85 a 94,9 = medalhas de prata;
  • Notas de 70 e 84,9 = medalhas de bronze;
  • Notas de 50 a 69,9 = menção honrosa.

 

Art. 23. Os estudantes que obtiverem nota acima de 80 pontos na OBQJr serão inscritos automaticamente na Fase III da Olimpíada Brasileira de Química (OBQ) - Modalidade A do ano seguinte, desde que estejam matriculados no Ensino Médio quando da realização desta Fase.

 .

Art. 24. No troféu da OBQJr será gravado apenas o nome dos alunos que alcançarem a nota máxima (100 pontos).

Parágrafo único. Quando os quatro lados da base do troféu estiverem preenchidos com placas indicando os nomes dos estudantes e de suas escolas, sendo uma placa para cada ano, este ficará em definitivo com a escola que apresentar o maior número de estudantes gravados.

 

Art. 25.  Há um troféu destinado, exclusivamente, para os estudantes de escolas da rede pública municipal e estadual. Neste troféusão gravados os nomes dos cinco (5) estudantes melhores classificados.

§ 1º. O troféu ficará com a escola que tiver o maior número de estudantes, cujos nomes tenham sido gravados naquele ano, pelo prazo de um ano, quando será devolvido à Coordenação Nacional das Olimpíadas de Química. Em caso de empate no número de alunos de escolas diferentes, o troféu permanecerá com a Coordenação Nacional, podendo as escolas tirar fotos com o troféu, apenas no momento da Solenidade de Premiação.

§ 2º. Quando os quatro lados da base do troféu estiverem preenchidos com placas indicando os nomes dos estudantes e de suas escolas, sendo uma placa para cada ano, este ficará em definitivo com a escola que apresentar o maior número de estudantes gravados.

§ 3º. Os professores dos respectivos estudantes serão agraciados com certificados de Honra ao Mérito.

 

SEÇÃO VI: DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

 

Art. 26. A logomarca do evento faz parte de seu patrimônio. Fica expressamente proibida a utilização da mesma, sem a permissão dos organizadores.

Art. 27. Os casos omissos neste regulamento serão resolvidos pela Coordenação Nacional, ouvidos os Coordenadores estaduais e a comissão pedagógica.

Art. 28. Este regulamento entrará em vigência na data de sua publicação e terá efeito a partir da OBQJr – 2018.